terça-feira, 21 de outubro de 2008

2 am


E fazia tanto tempo que eu não sentia tão intensamente a noite descer. Não sinto sono, a ansiedade me corrói, a certeza mais uma vez se desfez...essa noite eu não vou dormir, tem sido assim nos últimos dias. Pensamentos, memórias sensoriais, tudo retorna, tento me distrair...em vão.





São duas horas da manhã, eu desço cinco andares de escada, troco algumas palavras com o porteiro, compro um chocolate na padaria e fumo um cigarro sentada em frente ao prédio... tudo isso pra evitar aquele telefonema, tudo, pra evitar aquele telefonema...

Um comentário:

Cáh. disse...

Também me sinto assim...



=x



Na verdade, to sentindo uma nostalgia crônica e não por que...