quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Que?


Sinto mais saudade do que posso. Mas é uma saudade muito específica, sabe? Então dispenso qualquer outra companhia com o meu mau humor explícito. Não me olha assim, nem me julgue desse jeito. Eu tenho meus dias e você os seus, a gente costumava se respeitar lembra? É... faz tempo mesmo. Mas continuo a mesma tonta que leva tatuado em neon no peito os dizeres "errar é o meu forte" e eu erro, falo demais. Demais. E também fumo mais do que deveria. E bebo exatamente pelos motivos errados. Sim, existem os certos. Te odeio e quando te julgo, te odeio ainda mais e o faço porque me vejo em você. Mas logo volto atrás, te abraço. E ainda somos os mesmos falastrões-estúpidos-nômades-promíscuos de sempre. Não tem jeito. Então me diz: Na minha casa ou na sua?





"Sem barganhar com Deus, meu bem, sem essa. Agora vai lá e escolha o seu sonho na padaria."


Ouvindo: Mr. Writer- Stereophonics

Um comentário:

Cáh. disse...

Adorei... quero rouba-lo.

Lembra eu e mais alguem que você provavelmente sabe ¬¬