quarta-feira, 23 de junho de 2010


"Afastarei de você com o gesto mais duro que conseguir,
e direi duramente que seu amor não me toca nem me comove,
e que sua precisão de mim não passa de fome.
Acho que é isso que você não é capaz de compreender,
que as pessoas, um dia, passam a não querer mais o que tem.
E a gente esquece sabendo que está esquecendo."






"Graças a você eu me tornei forte o suficiente pra assumir que dói demais viver de sonhos."

2 comentários:

Mariana N. disse...

Lapada na cara dessa gente.

Cáh. disse...

Vou copiar e postar no meu. Necessário!