quinta-feira, 30 de setembro de 2010




"Primeiro você cai num poço. Mas não é ruim cair num posso assim de repente? No começo é. Mas você logo começa a curtir as pedras do poço. O limo do poço. A umidade do poço. A água do poço. A terra do poço. O cheiro do poço. O poço do poço. Mas não é ruim a gente ir entrando nos poços dos poços sem fim? A gente não sente medo? A gente sente um pouco de medo mas não dói. A gente não morre? A gente morre um pouco em cada poço. E não dói? Morrer não dói. Morrer é entrar noutra. E depois no fundo do poço do poço do poço do poço você vai descobrir quê (...)"














"Como se tivesse uma corda amarrada em um e no outro e eles não conseguissem se soltar... Acho até que é meio eterno."

2 comentários:

Mariana Bennemann disse...

Fernan-dá, sem essa de eterno, óquei.
Você NÃO É OBRIGADA.

aLine disse...

cair no fundo do poço pelo menos te faz emagrecer....